PLANTA DO PÉ

Para nossa sorte uma palavra pode ter mais de um significado. No entanto há ainda uma fila enorme de significados a espera de palavras para traduzi-los. Faltam palavras que deem conta da mudança, talvez apareça aí a preciosidade da dança.

 

Jogar com as palavras é como brincar com os movimentos: é mudando  sua ordem, seu  contexto e  pronúncia que nos surpreendemos com o encontro do inusitado e do novo.

 

Por aí anda  Planta do Pé.

 

Caminhando em direção ao lugar em que os significados esperam pelas palavras que irão traduzi-los quem dita o ritmo são as virgulas, pontos, exclamações e interrogações, esta última foi quem me trouxe até aqui.

Maria Eugenia

Sobre o espetáculo

Mesclando falas e coreografias, nesse espetáculo o público é convidado a conhecer um pouco das danças tradicionais brasileiras e suas possibilidades cênicas. 

Fruto de uma pesquisa desenvolvida ao longo de onze anos neste trabalho são apresentadas coreografias de seis diferentes espetáculos, cada uma representa portanto um estágio e especificidade da pesquisa.

As coreografias são fruto da fusão das danças brasileiras à referências artísticas contemporâneas e passeiam por figuras mascaradas, danças que narram histórias e versos cantados com o público, dessa maneira cria-se uma atmosfera solene e espontânea.  Com delicadeza e informalidade procura-se revelar um pouco das infinitas possibilidades corporais e recriações artísticas que as danças tradicionais brasileiras oferecem. 

FICHA TÉCNICA

 

Elenco: Maria Eugenia Tita

Direção: Rosane Almeida

Coreografias: Maria Eugenia Tita e Cia Soma

Figurino: Elena Budu

Cenário: Fabiana Fukui

Boneco: Sandro Roberto

Trilha Sonora: Antonio Nóbrega

 poema final

(mas sÓ ao depois do espetáculo!)

CENA 1

suite de danças brasileiras:

- Cavalo Marinho

- Caboclinho (ritmo Perré)

- Caboclinho (ritmo Guerra)

- Coco de Zambê

- Maracatú Rural

- Samba de Parelha

- Capoeira

CENA 2

Capenga - Frevo de Levino Ferreira com versão de Antonio Nóbrega

CENA 3

Cigana -Cigányfantázia

 

CENA 4 - Santa Morena de Jacob do Bandolin com versão de Antonio Nóbrega

 

CENA 6

Convidado - Őrkői cigánycsárdás Erdélyből 

CENA 7

Convidada - Samba.